Labirinto do Fauno – O Filme

Índice:
Filme
Mitologia
Trilha Sonora
Outras Mídias

A Guerra Civil Espanhola ocorreu entre as décadas de 30 e 40. Foi uma guerra entre a esquerda (acompanhada da extrema esquerda comunista e nacionalistas de Galiza, País Basco e Catalunha, que defendiam a legitimidade da República proclamada em 1931) e a direita nacionalista e militar. Os grupos de esquerda eram basicamente guerrilheiros.

O “Movimento Nacionalista” de Franco teve um grande apoio da Alemanha nazista de Hitler, assim como o apoio da Igreja católica, do exército e dos latifundiários, que eram favoráveis à implantação de um governo fascista.

O filme começa priorizando as relações familiares, sem dar grande enfoque aos conflitos do país. O ponto principal é uma menina, Ofélia (Ivana Baquero), que viaja com a mãe grávida, Mercedes (Maribel Verdú) para a casa de seu “novo pai”, um militar que dá pouca atenção à mulher e despreza a filha que ela trouxe de seu outro casamento. O pai de Ofélia havia morrido na guerra.

O “primeiro plano” do filme é a menina e a sua crença em contos de fadas. Ela os utiliza para escapar da realidade dura e sem cor na qual é obrigada a viver, com uma mãe que não poderia mais dispensar tanta atenção a ela e recriminava sua leitura e um padrasto que deixava mais claro a cada momento o quanto repudiava a idéia de ter aquela garota em sua casa. Uma das criadas passa a cuidar de Ofélia e se torna seu porto seguro nesse mundo.

Em sua imaginação, Ofélia vive aventuras que colocam sua vida em risco e, ao mesmo tempo, aliviam as agruras pelas quais passa em sua nova casa. É sempre guiada por um fauno (Doug James) que encontrou ao passear no labirinto que fica nos fundos da casa.

A fotografia do filme sugere a idéia de conto de fadas, não diferenciando a imaginação de Ofélia da realidade, o misto de maldade e bondade do mundo que só ela conhece e a crueldade militar de tortura e morte ou do próprio capitão Vidal (Sergi López) para com sua família.

O filme pode parecer puramente fantasioso de início, já que é difícil distinguir se o que Ofélia vê é real ou não e a própria fantasia se entrelaça à vida na casa e à guerra existente.

Poster Labirinto do fauno monstro

O Labirinto do Fauno
Título Original: El Laberinto del Fauno / Pan’s Labyrinth
Dirigido por: Guillermo Del Toro
Música: Javier Navarrete
Distribuição: Warner Bros
Produção: Alfonso Cuarón, Guillermo Del Toro
Gênero: Terror, Fantasia
Tempo: 117 min.
Lançamento: 2006

Anúncios

Sobre Fernanda Eggers

Comunicóloga, fotógrafa, jornalista, revisora, apaixonada por cinema, HQs e literatura. (E gatos.)
Esse post foi publicado em cinema, Fantasia, História, Labirinto do Fauno, Terror. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s